quinta-feira, 30 de junho de 2011

aventuras na univercidade

Oi chamo me hugo sou africano, alto simpático e elegante estudo em Portugal a 3 anos, e este é o meu 1º conto. Pra começar na cidade onde estudo as moças ainda teen aquela mentalidade arcaica que as impede de andar com os rapazes de raça negra pq teen medo do que as pessoas falam por isso mesmo na minha universidade nunca me senti muito a vontade e namoradas então eram mais raro que um eclips, mas mesmo quando engatava uma ou duas elas na hora h quando viam o meu pau, pénis, caralho chamem-lhe o que quiserem, ficavam com um pouco de receio por causa da grossura e dos 21cm.
Na minha univer. Costumo ter aulas ate as nove horas da noite pq muitas vezes falto as aulas de manhã e graças a minha preguiça de levantar cedo conheci uma prof. que dava aulas tb a essa hora que era o meu refugio pra quando tinha duvidas na disciplina que ela dava.
Ela era morena baixinha de 28 anos com cabelos longos e olhos escuros como a noite, tinha mamas pequeninas mas uma bunda bem redonda e apelativa (lol) o único mal nela era o anel de noivado que ela usava. A 1ª vez que soube que ela estava noiva fiquei desapontado pq era um desperdício perder uma prof. boa como ela mas é a vida. Eu e ela falávamos muito pq eu estava sempre a tirar duvidas de matérias que já sabia mas queria meter-me com ela, um dia sai das aulas e fui ter com ela por minha surpresa ela estava a chorar quando entrei na sala perguntei logo o que se passava e ela limpou as lágrimas rapidamente e tentou me dizer que estava tudo bem mas como insisti ela acabou por ceder e disse-me que tinha acabado de descobrir que o noivo a estava a trair com a prima, sentei-me ao lado dela e ficamos a falar sobre as nossas vidas privadas a que a convenci a ir falar com o noivo e esclarecer tudo. Passei praticamente duas semana sem a ver pq as aulas que tinha a noite tinham acabado por isso ñ sabia o que tinha acontecido, por minha surpresa numa sexta em que Portugal jogava no mundial ela mandou me chamar ao gabinete de as 7 da tarde por causa do jogo a escola estava praticamente vazia eram corredores mais corredores sem nenhuma alma. Fui ter ao gabinete dela bati a porta e então ouvi aquela voz alegre outra vez a dizer-me pra entrar, entrei cumprimentei-a e me sentei ela começou a ficar um pouco nervosa e avermelhada começou logo por me pedir desculpas pela ultima vez que a vi a chorar e eu com um ar de brincalhão disse-lhe que aquilo ñ se podia repetir ela riu-se e disse-me que já tinha acabado com o noivado pq ele ñ prestava e eu fiquei tão alegre que nem notei no sorriso que mostrei, ela reparou e com um ar mais serio perguntou-me pq o sorriso e respondi com a verdade.
Disse-lhe que a meses que anda a ter sonhos eróticos com ela e que dava tudo pra saber como era passar uma noite com ela, foi então que recebi o meu 1º estalo na cara seguido pelo silencio mais longo da minha vida, levantei-me pra sair mas ela meteu-se a frente a pedir desculpas e a dizer que gostaria de me compensar, e antes de um pestanejar ela ja em estava me beijando e metendo as mãos nas minhas calças, eu como era de esperar ja estava de pau bem duro e a latejar de desejo ela me perguntou se isso era tudo meu?...eu sorri e disse-lhe que era a herança da família........ouve um momento longo de gargalhada ate ela pedir para o ver. Baixei as calças e o boxers e vi um olhar de espanto quando ela viu o meu pau, ela agarrou nele a olhar pra ele como se estivesse a fazer uma inspecção pormenorizada, ela ajoelhou-se e começou a mamar com uma mestria tremenda que me deixava cada vez mais doido que quase me vinha na boca dela foi então que tomei o comando da situação carreguei-a e coloquei-a em cima da secretaria dela, tirei-lhe o vestido que ela tinha e quando vi aquele corpo com aquele rabo enorme e aquela pele macia como nuvens a única coisa que me passava na cabeça era que eu estava prestes a realizar uma fantasia minha. Notei que ela gostava quando eu a agarrava com força por isso aproveitei pra lhe tirar a calcinha com os dentes logo depois comecei a fazer-lhe um mine-te e sem perder tempo coloquei-a de quatro com as mãos em cima da mesa que agora ja estava quase encostada a parede e penetrei-a com muita calma e desejo, durante a penetração ela gemeu um bocado e começou a dar-me indicações pra ñ a magoar e eu segui as intrusões dela ate o momento em que ela deu-me luz verde, comecei a bombar com força foi tao bom sentir a humidade e o calor da cona dela. Era realmente acolhedor ( lol )depois de uns vinte minutos a bombar na xana dela sem piedade como ela gostava senti que ela se tinha vindo pq ela estava a gemer mais alto de tal forma que tive de a tapar a boca com uma mão enquanto a outra lhe dava umas palmadinhas na bunda que eu tanto adorava foi então que pela nossa surpresa entrou uma colega minha do curso. quando ela nos viu ficou logo pálida de tal forma que ela saiu logo, tivemos de parar, vestimos e a minha prof. com uma cara de preocupada pediu que eu me fosse embora e disse que depois nós falávamos, fiquei um bocado desorientado pq estava quase a vir-me mas resolvi dar-lhe o espaço que ela queria..........................................................................continua.........

3 comentários:

  1. Adoramos suas imagens! Veja nosso blog: http://casalmansinho.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Adorei o conto. Queria estar no lugar dela.... meu mail: portuguesa870@gmail.com.

    ResponderEliminar